Publicação Indexada:

indexação

ATENÇÃO: Informamos que a partir de 2011 a REVISTA CEFAC passou a ser publicada exclusivamente online com acesso aberto pela SciELO.

 

Editorial

Com muita satisfação entrego o quinto volume composto por 35 contribuições científicas, sendo 30 artigos originais, 3 artigos de revisão de literatura e 2 relatos de casos nas áreas da audiologia, linguagem, saúde coletiva, motricidade orofacial, disfagia e voz.

Quanto aos artigos originais, Buss, Rossi e Buss apresentam a primeira contribuição sobre o Desempenho na avaliação do processamento auditivo de um grupo de idosos protetizados: influência de perda auditiva, idade e gênero. A segunda contribuição é de Borges, Rocha, Couto e Mancini, sobre a Comparação do equilíbrio, depressão e cognição entre idosas institucionalizadas e não-institucionalizadas. Machado, Alves, Nascimento, Lucena, Ferreira, Parlato-Oliveira e Carvalho escrevem a terceira contribuição sobre a Investigação do reconhecimento do próprio nome em bebês de 4 a 5 meses: estudo piloto. A quarta contribuição é de Albuquerque, Bernardo, Silva, Nagib e Frota sobre Biossegurança em fonoaudiologia.

Taxini, Kinoshita e Guida apresentam a quinta contribuição sobre a Análise acústica em brinquedos ruidosos. Nova proposta de ensino da psicoacústica é a sexta contribuição de autoria de Blasca, Mantovani, Campos, Ascencio, Campos e Alvarenga. Boscatto e Machado apresentam a sétima contribuição sobre Teste da Orelhinha no Hospital São Vicente de Paulo: Levantamento de Dados. O tema Perfil dos usuários de AASI com vistas à amplificação, cognição e processamento auditivo é a oitava contribuição apresentado por Viacelli e Costa-Ferreira.

O estudo intitulado Condição auditiva de frentistas é a nona contribuição das autoras Tochetto, Quevedo e Siqueira. Becker, Costa e Lessa apresentam a décima contribuição intitulada Reconhecimento de fala em escolares de 7 a 10 anos de dois distintos níveis socioeconômico-culturais.

A décima primeira contribuição Santos, Gil, Vieira, Marangoni, Andrade e Ortiz sobre a Avaliação comportamental do processamento auditivo em indivíduos pós- traumatismo cranioencefálico: estudo piloto. A décima segunda contribuição de Mesquita e Pereira discorre sobre o Processamento temporal em idosos: o efeito da habilidade de resolução temporal em tarefas de ordenação de séries de sons. Benefício fornecido pelo uso de aparelhos de amplificação sonora individual em idosos de um programa de saúde auditiva de Porto Velho-RO é a décima terceira contribuição de Rodrigues, Aurélio e Silva. O estudo intitulado Evasão dos pacientes nos acompanhamentos nos serviços de saúde auditiva: identificação sobre o motivo e resultados pós-adaptação de AASI é a décima quarta contribuição de Jokura, Melo e Bevilacqua. Michelon, Rockenbach, Floiano, Delgado e Barba apresentam o décimo quinto estudo sobre a Triagem auditiva neonatal: índice de normal/alterado com relação ao sexo, tipo de parto e tempo de vida.

A décima sexta contribuição de Albiero, Melo, Wiethan e Mota é sobre a Média dos valores da frase em diferentes gravidades do desvio fonológico evolutivo. O estudo intitulado Olhar pedagógico sobre a gagueira é a décima sétima contribuição de autoria de Celeste, Russo e Fonseca. Lopes e Crenitte apresentam a décima oitava contribuição Estudo analítico do conhecimento do professor a respeito das dificuldades de aprendizagem.

Os atores Stefanini, Oliveira, Marcelino e Maximino apresentam a décima nona contribuição sobre Consciência fonológica: análise de dois instrumentos de avaliação. A vigésima contribuição é sobre a Análise da produção científica internacional sobre gagueira de autoria de Carvalho e Friedman. O tema As variáveis intervenientes na produção do onset complexo mediante uma análise silábica de autoria de Mezzomo, Vargas, Cuti e Lopes é a vigésima primeira contribuição.

A vigésima segunda contribuição é sobre a Narratividade do professor: mediação e linguagem na sala de aula dos autores Chesini, Crestani e Souza. O artigo Prevalência de maloclusão em escolares de 5 a 12 anos de rede municipal de ensino de Araraquara dos autores Boeck, Pizzol, Navarro, Chiozzini e Foschini é a vigésima terceira contribuição. Navarro, Assis, Souza, Filho, Azenha e Tessitore apresentam a vigésima quarta contribuição intitulada Alterações de funções orais na presença de aparelhos ortodônticos fixos com recursos intraorais.

Avaliação da profundidade do palato duro: correlação entre método quantitativo e qualitativo é a vigésima quinta contribuição dos autores Maria, Silva, Busanello-Stella, Bolzan e Berwig. A vigésima sexta contribuição é de Mituuti, Santos, Teles e Berretin-Felix intitulada Características da fonetografia em indivíduos com equilíbrio dentofacial pós-muda vocal. Cielo, Lima,Gonçalves e Christmann apresentam o tema Relações entre os fricativos /s/ e /z/ e entre as vogais /e/ áfono e /e/ sonoro: tempos máximos de fonação. A vigésima oitava contribuição é sobre a Investigação da adesão ao atendimento fonoaudiológico no contexto da Atenção Básica de autoria de Paro, Vianna e Lima. Avaliação do Conforto do Protetor Auditivo Individual numa Intervenção para Prevenção de Perdas Auditivas é a vigésima nona contribuição dos autores Sviech, Gonçalves, Morata e Marques. Perícia fonoaudiológica: conhecimento e atuação dos profissionais da fonoaudiologia de dois Estados do Brasil de autoria de Gorski, Lopes e Silva é a trigésima contribuição.

O artigo de revisão de literatura intitulado Qualidade de vida em disfagia na doença de Parkinson: uma revisão sistematica é a trigésima primeira contribuição de autoria de Carneiro, Belo, Coriolano, Asano e Lins. A trigésima segunda contribuição é de Serey e Araya intitulada Instrumentos aplicados en la evaluación de la voz en profesores: estudio bibliográfico. Cavalcante, Ferrite e Meira apresentam a trigésima terceira contribuição intitulada Exposição ao ruído na indústria de transformação no Brasil. A trigésima quarta contribuição é um relato de caso de autoria Simão, Romero, BaraldiI, Oda, Viana, Chiappetta e Pieri intitulada Avaliação clínica da relação entre postura, respiração e deglutição em paciente pós- acidente vascular cerebral na fase crônica. A trigésima quinta e última contribuição é de autoria Mancopes, Gonçalves, Costa, Flores, Santos e Drozdz sobre Relato de caso: a importância da atuação multiprofissional na laringectomia supracricóide

Finalizo este editorial desejando uma boa leitura para todos!


Profa. Dra. Simone Aparecida Capellini

 

 

Veja também:

Revista CEFAC - Speech, Language, Hearing Sciences and Education Journal - ISSN 1516-1846 - Revista eletrônica: ISSN: 1982-0216